Pesquisas com gêmeos

O principal objetivo do Registro Brasileiro de Gêmeos (RBG) é facilitar e apoiar estudos de investigação científica envolvendo gêmeos. Esses estudos, ou pesquisas científicas, desempenham um papel importante e único papel no desenvolvimento de nossa compreensão de diversos aspectos biomédicos e compotamentais saúde do ponto de vista genético e ambiental.

Gêmeos fornecem um potencial de recursos e ferramentas para diversos os pesquisadores da área biomédica. As pesquisas com gêmeos utilizam métodos e tecnologias particulares buscando estabelecer causas subjacentes de muitos problemas de saúde que afetam os brasileiros.

Métodos em estudos com gêmeos

O método de pesquisa chamado de “estudo de gêmeos” caracteriza, na verdade, uma série de diferentes desenhos de pesquisa que podem ser implementados para o estudo da influência genética em diferentes características e condições humanas.

O estudo de gêmeos é um método valioso para a realização de:

  • Estudos clássicos com pares de gêmeos e seus familiares, na tentativa de quantificar a influência de fatores genéticos e ambientais na variação de características humanas e na suscetibilidade à doença;
  • Estudos tipo caso-controle (um tipo de estudo de caso-controle chamado co-gêmeo controle), utilizando gêmeos discordantes para fatores ou exposições ambientais específicas, ou discordantes doenças e medidas de morbidade;
  • Estudos de intervenção, em que os gêmeos de um mesmo par são aleatoriamente alocados para um tratamento, sendo naturalmente pareados para a idade, sexo e suscetibilidade genética;
  • Estudos longitudinais, que usam gêmeos para fazer inferências sobre a população em geral;
  • Estudos de questões relevantes e especificas dos gêmeos, tais como a prestação de serviços clínicos em gestações gemelares, problemas na gravidez e no pós-parto, dificuldades de aprendizagem, herança de geminação, neurodesenvolvimento e questões de perda e separação.