No Brasil não há estimativas oficiais sobre a taxa de natalidade de gêmeos MZ e DZ. Dados de estatísticas vitais, disponíveis no DATASUS, mostram que no ano de 2012 nasceram vivos 58.571 pares de gêmeos e múltiplos no país. Desse total:

  • 57.138 pares de gêmeos, representando 19,7% de todos os nascimentos;
  • 1.433 trigêmeos e outras ordens de múltiplos, representando 0,05% de todos os nascimentos.

As taxas de nascimentos (nascido-vivos) de gêmeos e múltiplos variam pouco entre as regiões do país, sendo maiores na região Sudeste e Sul, e a região Norte apresentando a menor taxa.

Região Taxa de nascimento de gêmeos (pares e múltiplos)
Norte 15/100 hab.
Nordeste 18/1000 hab.
Sudeste 22/1000 hab.
Sul 22/1000 hab.
Centro-Oeste 19/1000 hab.

Na América Latina de forma geral, uma recente pesquisa demográfica representativa de vários países em desenvolvimento, estimou o nascimento de aproximadamente 9 gêmeos a cada 1000 nascimentos no Brasil (1).

1. Smits J, Monden C. Twinning across the Developing World. PLoS One. 2011;6(9):e25239.